Eu Li – Paixão Sem Limites

terça-feira, 7 de janeiro de 2014
Blaire Wynn foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas de sua falecida mãe. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

 Autora: Abbi Glines
 Título Original: Fallen Too Far
 Série: Too Far #1
 Editora: Arqueiro
 Capa: Rodrigo Rodrigues
 Tradutor(a): Fernanda Abreu
 Editor: -
 ISBN: 978-85-8041-220-8
 Páginas: 192
 Skoob

Rolei para o lado e me encolhi em posição fetal. Talvez nunca mais voltasse a usar aquele vestido. Ele agora carregava ainda mais lembranças tristes. Estava na hora de guarda-lo para sempre. Mas esta noite eu dormiria com ele. Aquele seria o meu adeus a um sonho. O sonho de que eu era boa o suficiente para algum homem me querer.

Capítulo 7; Página 51

Blaire passou os últimos três anos cuidando de sua mãe que estava com câncer. Abriu mão de amizades, saídas ou qualquer outra regalia de um adolescente comum. Mas quando sua mãe morre, ela se vê obrigada a vender sua casa para pagar todas as despesas médicas. Agora, ela não tem para onde ir, e é obrigada a procurar seu pai, Abraham, de quem não gosta por ter abandonado ela e sua mãe. Ele se propõe a ajuda-la, e pede que ela vá até ele em Rosemary, na Flórida.

Só que quando Blaire chega ao endereço, encontra uma mansão linda, lotada de carros chiques, e o pior, seu pai está viajando com a atual esposa. A moça é recebida por Grant e seu irmão, Rush, que é o dono da casa e não se mostra nenhum pouco feliz em tê-la por perto. Mesmo assim, o sexy Rush decide lhe dar abrigo até Abraham voltar de viagem com sua mãe e decidir o que fazer com Blaire. Só que uma paixão avassaladora está por vir, e pode ser que os segredos que Rush guarda, bote tudo a perder.

Conheço esse livro desde que os New Adults começaram a bombar no meio literário. A sinopse é instigante, mas não acredito que essa série tenha uma escolha muito feliz para capas. A original não me agrada, e sinceramente, a brasileira me fez, em um primeiro momento, não querer mais ler o livro. Só que decidir apostar na história independente disso.

Os New Adults são marcados pelos dramas que encontramos no decorrer das histórias, e como qualquer outro, Paixão Sem Limites tem a sua dose, mas o que me chamou atenção, é que nessa história, tudo é bem dosado, não evidenciando apenas a parte dramática, mas também o romance e principalmente o sexo. Este é um livro que exala sedução e que tem uma narrativa leve e rápida, o que deixa o leitor com aquele gostinho de quero mais.

Não é só a narrativa ágil de Abbi Glines que conquista o leitor, seus personagens são outro ponto alto. Temos Blaire, a garota que acaba de perder sua mãe, mas que segue firme, não dando lugar para muitas lamentações; Rush, o playboy sexy e gostoso que vai fazer a maioria das meninas – se não todas –, suspirarem durante a leitura. Este é um casal que sem dúvidas tem química e que vamos querer juntinhos por todas as páginas do livro.

Só que, algumas coisas simplesmente me incomodaram. Por mais que o leitor fique ávido para saber o segredo que Rush guarda, tudo é muito previsível. Mesmo que a autora tenha tentado fugir, não conseguiu se desfazer dos clichês, e acredite, muitos deles ainda virão no decorrer dessa trilogia. O que me resta é torcer para que Abbi não me faça desistir da trilogia no meio do caminho. Espero menos clichês e mais boas histórias, o que tenho certeza, ela é capaz de criar.

A revisão e o trabalho gráfico estão de parabéns. Pela primeira vez leio um livro da Arqueiro onde cada capítulo não começa na mesma página que outro termina. Fiquei muito feliz em constatar isso, por favor editora, continuem fazendo isso. Já a capa, lá em cima destaquei meu desagrado, ela me deixou receoso em ler o livro e isso não é algo positivo.





Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.