Eu Li – O Dia Seguinte

terça-feira, 9 de julho de 2013
Farid Wassouf, um brasileiro de origem síria e Yaakov Zilberman, um judeu norte-americano, são sócios em uma empresa de comércio entre Brasil e Estados Unidos. A suspeita da existência de um esquema de fraude na firma faz com que Farid viaje a Nova York, onde deverá se reunir com o detetive contratado para investigar o caso. Porém, o detetive é assassinado e Farid desaparece. Semanas mais tarde, sua mulher, acompanhada do filho Antônio, de 14 anos, chega à cidade para tratar do assunto com Yaakov. Os dois estão reunidos no World Trade Center, onde fica a sede da companhia, quando o complexo é atacado na manhã de 11 de setembro de 2001 e morrem no colapso das torres. Com a mãe morta, Antônio precisa localizar o pai desaparecido e Michael se oferece para ajudá-lo. 

Autor: Luis Eduardo Matta
Título Original: O Dia Seguinte
Série: -
Editora: Escrita Fina
Páginas: 252
Skoob

Ao voltarem à escada, Antônio colocou-se atrás de Michael e disse:

- Sua vez.
Michael olhou para ele, indignado.
- Minha vez de que?
- De ir na frente.
- Mas a gente combinou...
- Já sei o número do apartamento. Não dependo mais desse papelzinho para encontrá-lo. – Antônio apontou para a escada. – Subi dois lances na frente, o que custa você subir um?
Capítulo 6; Página 59.

 
O livro se inicia no dia da reunião entre Yaakov e Leila. Ela se dirige ao World Trade Center, enquanto seu filho resolve dar uma volta por Nova York. E é lá nas ruas que ele assiste todo o horror daquele dia. Com sua mãe morta e seu pai desaparecido, Rachel, esposa de Yaakov o hospeda em sua casa, e lá, o garoto conhece Michael, filho do casal. O que ele menos queria naquele momento era uma visita em sua casa.

Só que Antônio não vai ficar parado, a qualquer custo ele tentará descobrir o que realmente aconteceu com seu pai, que está desaparecido, e que ele ainda supre esperanças de estar vivo. Nessa empreitada, Michael se oferece para ajudá-lo. É então no dia seguinte ao atentado das torres gêmeas que os garotos iniciam suas investigações.

Primeiro eles tentam encontrar a casa do detetive assassinado, onde esperam encontrar documentos que os ajude. Só que há muito mais horror por trás desses últimos acontecimentos. Pessoas perigosas estão envolvidas, e matar os dois, pode ser bem fácil e o melhor a ser feito, uma vez que eles começam a fazer descobertas importantes e perigosas.

Comecei a ler este livro sem nenhuma expectativa. A sinopse era legal, e me chamou atenção, mais a capa não me agradou. Mas qual não foi a minha grata surpresa ao terminar de ler O Dia Seguinte? A narrativa do livro é bem fluida, fazendo com que você leia várias e várias páginas, bem rápido, e quando pensa em parar, surge algo que te faz querer ler mais um pouquinho, e é assim que você chega ao final sem se dar conta.

Claro que como adoro livros com suspense e investigação, meus sentidos ficaram apurados para tentar resolver tudo junto com Michael e Antônio. As informações foram muito bem amarradas e pensadas, e com uma simplicidade que conquista. Uma coisa que me chamou atenção na narrativa, foi o fato de o autor descrever muito bem Nova York. Ele citou ruas, avenidas, pontos estratégicos, e eu, mesmo que minimamente, me sentia por lá.

Acho que o que deixou a desejar foram os personagens. Incrivelmente não consegui me identificar com nenhum, e quando isso acontece, fica aquela sensação de que a leitura não foi totalmente proveitosa. Creio que o autor deva melhorar isso nos próximos livros.

A diagramação do livro é simples, não encontrei erros de revisão, as folhas são amarelas e gostei bastante do espaçamento usado. Como já disse a capa não me agradou muito.

Livros que misturam fatos que realmente aconteceram e ficções me agradam bastante. Porém, terminei este livro sentindo falta de mais profundidade nos personagens. Gostaria muito de ler outras coisas do autor e poder saborear mais de sua narrativa e conhecer outros personagens. O livro leva três estrelas.







4 comentários

  1. Oi!
    Ainda não conhecia o livro, mas ele não chamou minha atenção.
    Gostei do blog e já estou seguindo.

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oieeeee! Amei o blog. Super organizado e lindo.
    Adorei a resenha, mas preciso confessar que nunca tinha ouvido falar desse livro. ).0 Fiquei curiosa!

    Beijos, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Essa parte da identificação com os personagens é bem importante, não é? Acho que quando isso não acontece, a leitura não flui direito. :(
    Não conhecia esse livro, mas realmente, a capa não é tão legal assim. Todo o enredo parece ser legal, mas pra mim soou como aquele que você considera bom e só, sabe? :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou Luara,
      Bem, é exatamente isso, o livro é bom, nada mais. Não me fez suspirar ou surtar, mas vale a pena ser lido, ainda mais pra quem procura um livro juvenil e investigativo.

      Obrigado pelo comentário :)
      Elder Koldney

      Excluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.