Eu Li – Um Olhar de Amor

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta... pelo coração de Chloe.

Autores: Bella Andre
Título Original: The Look of Love (Livro #1)
Série: The Sullivans
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256
Skoob

Como ela poderia fazer outra coisa além de sorrir para ele? Era tão fácil gostar daquele homem, Não era culpa dele ser mais sexy que o pecado. Ela não podia continuar culpando-o por isso.

Capítulo Cinco; Página 57.


Chase está indo para o vinhedo do seu irmão, Marcus Sullivan, em uma noite escura e chuvosa. Só que ele acaba vendo uma mulher sozinha na estrada e que acabara de cair com seu carro em uma vala lamacenta. Como um perfeito cavalheiro, ele não poderia deixá-la ali, sozinha, correndo perigo. Ele então para o carro e convida Chloe para entrar no carro. Ela por sua vez, se mostra receosa a esta proposta. Ele então percebe que ela tem uma marca no rosto e fica imaginando o que poderia ter gerado aquilo.

Diante daquela situação, a garota não tem nenhuma alternativa a não ser entrar no carro. No entanto, pede para ele deixá-la em um motel barato. Só que Chase nunca seria capaz disso, de maneira nenhuma ele a deixaria sozinha, ainda mais aquela mulher, que de alguma forma o atraia. Ele então a leva para o vinhedo do seu irmão, onde irá passar alguns dias fotografando algumas modelos. Chloe fica agradecida, mas está decidida a ir embora na manhã seguinte. 

Só que há algo entre eles, algo que nenhum dos dois tem a certeza do que é. Algo forte o bastante para apenas simples olhares os deixarem loucos de desejo um pelo outro. Chloe está passando em um momento difícil, não quer mais confiar em nenhum homem, só que Chase não é um cara comum, e logo ela perceberá isso, e se renderá ao desejo que sente por ele e que ele também sente por ela.

Ele e os irmãos podiam gostar de se divertir – e muito -, mas nenhum deles agarraria uma mulher à força. Não, preferiam que as mulheres implorassem por eles.

Capítulo Dois; Página 11.

Eis que nesta onde de livros hot, este é o primeiro que eu leio, e posso dizer que comecei muito bem. Mesmo sendo o primeiro, não tinha muitas expectativas, achava que seria só mais um romance com toques leves de desejo e prazer. Como eu estava enganado. Bella Andre me presenteou com um livro cheio de um bom romance, bom vinho e principalmente, com um ótimo uso do erotismo.

Os personagens são encantadores, e ter afinidade com Chase é algo imediato. Temos um homem cavalheiro, educado e muito prendado. Seu desejo imediato é proteger Chole, uma personagem até então misteriosa, mas que já nos dá um gostinho de como foi sua vida antes de conhecer este homem. É incrível como a autora conduz os personagens, como cada atitude, cada palavra parece ser extremamente muito bem pensada para cada passagem do livro.


A narrativa que é em terceira pessoa é simplesmente hipnotizante. Eu peguei o livro para ler um capítulo, e as coisas foram andando de uma maneira que me deliciei bastante com cada palavra, cada frase, cada página. Essa é realmente a sensação: hipnotismo. Porque as páginas passam muito rápido e quando se dá conta, tudo acabou. O clima durante todo livro é muito bom, e quando ele acaba, é meio difícil para sair completamente da história.


- É inevitável, não é?

Com certeza. Mas ele não podia colocar-lhe palavras na boca. Não naquele momento.

- O que é inevitável?
Cada palavra era áspera. Rouca.
Os olhos dela desceram até a boca dele.
- Este beijo.
Capítulo Seis; Página 95.

As cenas mais picantes, também foram conduzidas muito bem. Nada de palavras pejorativas que causam repulsa ou estranheza. O livro fala sobre amor, e é isso que a autora consegue passar a cada toque do casal. É tudo envolvente e sedutor. Picante e ao mesmo tempo moderado. Tudo feito a medida certa.

Este é sim um romance clichê. Você já começa o livro sabendo o que o final te aguarda, mas em momento algum, isso me fez querer largá-lo. Como eu gosto de dizer quando um clichê me agrada, este é um livro assim, mas muito bem escrito e elaborado.

A diagramação é simples, e a revisão está ótima. A capa, ela meio que divide a minha opinião. Mesmo tendo rostos nela, eu gosto dos detalhes que tem haver com a história, só que ao mesmo tempo, eu não gostei da fonte do título, para mim, ficou estranho.

Mesmo assim, o livro leva cinco estrelas. Um Olhar de Amor é clichê, romântico, sedutor e envolvente. A cada página, largar fica impossível, e é assim que a Bella me conquistou.




2 comentários

  1. Muito interessante eu quero ler o livro.....

    ResponderExcluir
  2. Bem, vamos começar pela capa, não achei que a fonte fosse ruim, de fato não ficou tão legal quanto deveria mas não consegui colocar nada melhor ali, então por falta de opções eu aceito a capa como um todo. Como sempre pessoas na capa me induzem a ver eles como os personagens, talvez não seja tão ruim assim afinal.
    Bem, to lendo muita história politizada por agora, mas quem sabe uma leitura mais "amena" não seja ideal para um descanso? acho que é um livro que vale o esforço e quem sabe não entra para minha lista?

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.