|RESULTADO| Eu Li + Promoção – Escola: Os Piores Anos da Minha Vida

sexta-feira, 22 de março de 2013

É o primeiro dia de aula em sua nova escola, mas Rafa Khatchadorian já sabe que será o pior ano de sua vida. Como se não bastassem seus problemas em casa, agora ele terá que descobrir como sobreviver ao sexto ano. Por sorte, Rafa bolou o melhor plano de todos os tempos: ele se propôs a quebrar todas as regras do colégio, valendo pontos. Porém, professores, pais e valentões não curtiram essa ideia mirabolante. Será que o plano vai passar de mágico a trágico? 

Autor: James Patterson e Chris Tebbetts
Título Original: Middle School, the Worst Years of My Life
Série: Escola
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Skoob

Eu até quero confiar em você, mas como vou saber se posso contar todas essas coisas pessoais que me dão vergonha (como, por exemplo, a história desastrosa com o carro de polícia)? Como você é? Como você é por dentro?
É uma pessoa boa e decente? Quem disse? Você? Seus pais? Seus irmãos?
Capítulo 1; Página 10. 


Rafael Khatchadorian é um garoto esperto, inteligente e talentoso. Mora com sua mãe, sua irmã e Urso (seu padrasto). Para a sua tristeza o primeiro dia de aula está perto e o tão temido sexto ano se aproxima. Ele tem como companheiro, seu melhor amigo Leo, com quem conversar muito e é como um conselheiro nas suas pequenas travessuras. Para ele sua escola é um terror, cheia de professores chatos e de valentões que metem medo.

Mas é com a ajuda de seu amigo que ele descobre uma maneira de tentar passar pelo sexto, não da melhor forma possível. Na reunião do primeiro dia de aula, quando entregam o livro de regras, ele decide que vai quebrar todas elas, e que cada uma valerá uma pontuação. Ao final do ano, ele já vai ter deixado sua marca e será um aluno que ninguém ali vai esquecer.

Só que o nosso protagonista vai descobrir que cada ato seu terá uma consequência, e que essas consequências podem acabar decepcionando a pessoa que mais ama, sua mãe.

Sabe aquelas pessoas que se dão tão bem que parece que uma completa a outra? É assim comigo e com o Leo[..]
Capítulo 3; Página 17.

James é muito conhecido por seus livros policiais. Então, quando eu soube que seria lançado um livro juvenil dele, fiquei na dúvida se esse seria um caminho de sucesso, e posso dizer que essa parceria com Chris deu muito certo e que ambos criaram um livro engraçado, jovem e que tem tudo para encartar as crianças.

Rafa é um personagem marcante e que possui características que encantam qualquer um. Não é estudioso, adora uma travessura, no entanto, é inteligente, muito talentoso e engraçado. Juntando isso a narrativa rápida e dinâmica que os autores tem, é impossível não gostar da obra e dar boas gargalhadas. Um dos pontos fortes do livro, é que você tem a sensação de que o Rafa está realmente conversando com você. Ah, e acredite, ele não é nenhum pouco fácil de conquistar.

À primeira vista, podemos achar que este é um livro apenas para divertir crianças, porém, nas entrelinhas, percebemos mais coisas do que a história realmente aparenta ter a oferecer. Prepare-se para conflitos como bullying, perdas, agressões e o que me chamou realmente atenção, metodologia de ensinar. Quem trabalha na educação sabe o quanto é difícil harmonizar uma aprendizagem, uma vez que nem todos aprendem da mesma forma e com a mesma rapidez. Rafa é um garoto que precisa de motivação e no final no livro, percebemos como isso é feito. Essa motivação é realmente a gancho para o próximo livro.

Este é um dos talentos do Leo: ele sabe manter as coisas interessantes. Quer dizer, não é só porque ele diz alguma coisa que eu tenho que obedecer. Mas o que você iria preferir: fazer uma brincadeira sozinho ou com o seu melhor amigo?
Capítulo 14; Página 61.

Voltando aos conflitos, fiquem tranquilos, porque eles não deixam a história densa e cansativa. Com essa pegada bem humorada, os autores garantem algo leve e como já citei, bem dinâmico. Somos apresentados a outros personagens, inclusive à Jeanne, paixonite do nosso protagonista e que é responsável por um dos conflitos bem divertidos da história.

O livro é cheio de ilustrações maravilhosas e que dão à história esse tom juvenil. A diagramação está muito bem feita, a revisão primorosa e com essa capa que eu amei à primeira vista, só posso dar cinco estrelas ao livro e dizer que estou ansioso pela próxima aventura do Rafa.

Escola, os piores anos da minha vida é um livro leve, empolgante e que tem mais a oferecer do que realmente aparenta. Vai conquistar pessoas de todas as idades.






Em parceria com a Editora Arqueiro, vamos realizar a promoção de um exemplar de Escola – Os Piores Anos da Minha Vida. Vai ser por a ferramenta Rafflecopter. Pra quem ainda não sabe utilizá-la, a Mariana do Fezlivros Para Sempre dez um Tutorial explicando tudinho.

- É obrigatório:
• Seguir o blog publicamente pelo Google Friend Connect;
• Deixar um comentário válido nesta resenha. Nada de Adorei; Sua resenha ficou legal; Amei vou participar da promoção; Ou poucas linhas fugindo do assunto da resenha. Tem que ser um comentário onde você aborde o que foi dito na resenha, deixando sua opinião;
• Deixar e-mail para contato;
• Ter endereço de entrega no Brasil;


a Rafflecopter giveaway


OBS: Não esqueçam de ler o Terms & Conditions. A promoção vai até o dia 14 de Abril de 2013.

Boa Sorte a todos :)

6 comentários

  1. Aparentemente achei o livro bem tosquinho. E tô achando que rola um troca-troca aí entre esses amigos, hahaha.Bom só lendo pra saber se o livro vale mesmo 5 estrelas.

    ResponderExcluir
  2. Hahahahaha, gostei da idéia do livro, acho que todos se identificariam com algo nele pois afinal, a época da escola é inesquecivel, é um livro rápido, 288 páginas é um tamanho pequeno para uma leitura rápida mesmo eu não tendo visto a diagramação.
    Acho uma uma boa pedida pra quem quer relaxar depois de uma leitura pesada, e certamente será uma boa escolha para iniciar os pequenos na leitura.
    Nada melhor do que algo com que as pessoas se identifiquem para começar. Gostaria de ler esse livro no futuro.
    ótima escolha.

    ResponderExcluir
  3. Deve ser muuuito interessante. Adorei a idéia de criar um "jogo" de quebrar regras hahaha A leitura deve ser muito engraçada e simples de se fazer (algo que eu amo em um livro).
    Quero muito ler esse livro :) Tipo de leitura para descontrair.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tinha ouvido falar desse livro, Kold. Acabei de conhecê-lo assistindo ao seu vídeo de Leituras de Fevereiro. Já ouvi falar bastante do James P., mas ainda não li nada dele. Bom saber que curtiu a leitura! Confesso que o título não me chamou a atenção, mas lendo a sua resenha é impossível não sentir vontade de lê-lo. Minha mãe já trabalhou em escola durante anos e ela diz que os alunos atentados são os mais marcantes mesmo, hahah. Nenhum professor ou funcionário esquece de um aluno "diabinho", rs. Mas com o tempo o Rafa deve "tomar juízo", né?! Heheh.

    Beijos, Kold <3
    Amanda.
    :)

    ResponderExcluir
  5. Li um livro do autor, O diário de Susana para Nicholas, e a premissa desse aí é totalmente diferente. Sei bem quando nos deparamos com um livro e acabamos julgando falando que ele é infantil, mas depois vemos que ele não tem nada de infantil. Sua resenha me deixou mais que instigada, tenho um marcador do livro, por isso já o conhecia!

    ResponderExcluir
  6. Pela capa eu não leria o livro, pois não achei a capa muito legal, mais gostei muito da resenha e me despertou bastante curiosidade sobre a historia e quero muito ler....

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.