Eu Li – O Toque da Meia-Noite

terça-feira, 19 de março de 2013

Gwen é uma garota doce, meiga e espontânea que sempre se sentiu diferente em meio às pessoas que a rodeavam, devido a sua personalidade nada convencional. Após a chegada de Heron, filho de seu padrasto, a pacata vida dessa garota se transforma completamente. Ela não só encontra a intensidade em uma paixão, que tanto desejava, como também descobre a existência de um mundo sombrio e sedutor. Os mistérios começam a ser revelados: vampiros, bruxas, lobos selvagens, assim como segredos sobre si mesma. O encanto da lua cheia unida ao toque da meia-noite se faz presente, em um ambiente repleto de magia e perigos, onde Gwen deverá ter coragem para enfrentar os desafios desta nova realidade e se entregar ao seu grande amor.

Autora: Natasha Morgan
Título Original: -
Série: Os Mistérios da Meia-Noite
Editora: Novo Século
Páginas: 368
Skoob


- Acho que você não gosta muito do dia, não é? – ela observou.
- Prefiro a noite – afirmou, misterioso.
- Está bem – ela concordou relutante. – Talvez um luau.
- O que você quiser, Gwen. Tenho certeza de que vamos encontrar alguma coisa para fazer.
- Vamos? – ela repetiu com um sorriso maravilhoso no rosto.
- Eu não tenho nenhum amigo aqui além de você. É seu dever me apresentar a cidade e me entreter – ele disse, com voz sensual.
Capítulo 3; Páginas 35 e 36.


Gwen é uma adolescente inteligente, madura e que não gosta nenhum pouco da escola. Lá, é considerada a garota estranha, por sempre preferir estar sozinha lendo. Ela mora com sua mãe e seu padrasto, que diferente do seu pai, só trouxe alegria para a vida de ambas, principalmente muito amor para sua mãe. Robert – seu pai – só tem contato com a filha por causa do testamento de sua mãe. Ele só vai poder ficar com a fortuna se comprovar ser um bom pai por um ano, e por isso, uma vez por mês a garota é obrigada a enfrentar o pai e a madrasta para fingirem ser uma família feliz.

Mas a vida de Gwen está prestes a mudar, e tudo começa com a chegada de Heron, filho do seu padrasto, que de imediato já causa sensações diferentes na garota. Ele é lindo, inteligente e muito, muito sexy. Ambos começam uma amizade, mas lá no fundo, ambos sabem que é bem mais que isso. O sentimento que um tem pelo outro é forte demais. Porém, Heron, assim como seu pai esconde segredos, e será que o garoto vai ser capaz de largar tudo, até mesmo quem ele realmente é, por Gwen? Ela não sabe, mas em breve, entrará em um mundo sobrenatural que não tem saída, e que pode até mesmo explicar porque sempre se sentiu deslocada e diferente de todos.


- Eu quero amor de verdade. Quero ser capaz de amar com sinceridade e ser amada assim também. Eu quero intensidade... Um amor verdadeiro, incondicional e intenso.
Capítulo 3; Página 39.


Este livro é uma mistura de sensações quase difícil de explicar. Por mais que a temática esteja batida e tenham vários e vários livros no mercado nos apresentando a seres sobrenaturais que estão neste livro, a autora, com uma narrativa leve, envolvente e muito instigante, nos faz querer virar cada página, uma atrás da outra a procura de mais informações sobre os personagens e sobre como cada elemento irá se encaixar.

Algo que foi feito, bem pensado e colabora pra que isso aconteça, é o fato da autora não nos apresentar aos seres sobrenaturais de primeira. Com uma narrativa em terceira pessoa, a Natasha buscou apresentar sua história, seus personagens e envolver o leitor com um clima e uma narrativa bem peculiar, que instiga assim como intriga e deixa o leitor bem curioso. Junto a isso, temos personagens bem trabalhados e que vão acabar conquistando por qualidades ou até mesmo defeitos.

E então, quando os seres sobrenaturais nos são apresentados, a autora já fisgou o leitor, a partir daí, ela tem liberdade para trabalhar em sua mitologia de modo intrigante e claro, colocando pitadas de sua imaginação em tudo, criando um pequeno diferencial que agrada. Junto a isso, também temos surpresas sobre algumas personagens, e por mais que eu soubesse do que se tratava desde o início da leitura, fiquei ansioso e extremamente curioso pra que a autora explorasse logo aquilo, algo que só aconteceu bem no final, de modo bem trabalhado.

Os pontos negativos que eu tenho que abordar são dois. O primeiro me irritou, é o fato de que a todo o momento, Heron dizia o quando Gwen é diferente das outras garotas. Isso fica repetitivo, e é como se a autora, a cada frase que isso acontecia, estivesse nos pressionando a acreditar nisso, e eu já tinha acreditado muito antes do nosso protagonista ter dito. A segunda coisa é a revisão da editora. Encontrei alguns erros de revisão, entre eles, erros de concordância e falta de palavras. Mas isso parece ser algo símbolo neste selo da Novo Século.

A capa me agrada bastante, aliás, foi ela que chamou minha atenção de imediato, a diagramação é simples, as letras são de um ótimo tamanho e as folhas são amarelas – eu amei isso.
O Toque da Meia-Noite é um livro instigante, intrigante, com uma narrativa leve e com um romance na medida pra quem gosta de um sobrenatural/romance. Estou encantado e não vejo a hora de ler o segundo volume. O livro leva quatro estrelas.





4 comentários

  1. Já gostei do livro...

    Nunca tinha ouvido falar, mas tive que vir aqui ler sua resenha. Parece ser muito interessante, ainda mais quando se gosta do sobrenatural (meu caso).
    Vou ver se compro ele no próximo mês, fiquei muito curioso mesmo!

    Bela resenha...

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha!
    Gostei muito mesmo.
    Ficarei atenta aos pontos negativos, pelo menos ao primeiro que você citou.
    Quanto ao segundo não tenho muito o que fazer a não ser dar um toque na editora.
    Obrigada mesmo!
    Está de parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Ultimamente tenho visto muitos livros com erro de gramática... enfim, revisores vamos ler direito ai né.
    Gostei da resenha, mas admito achar o tema muito batido, ja li tanto livro nesse estilo que acho que meio que cansei (frase meio redundante), o background da história tem que ser muito curioso para que eu dê mesmo prioridade a esse livro, de qualquer forma ja me foi recomendado muitas vezes, quem sabe no futuro.
    A resenha me agradou então certamente o livro ganha mais alguns pontos na minha lista.

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho, li e adorei, é o meu livro que tenho... meu preferido

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.