Eu Li – Private

sexta-feira, 19 de outubro de 2012
Jack Morgan é dono da Private, a melhor agência de investigações que existe, com escritórios em vários cantos do planeta. É a ele que os homens e as mulheres mais influentes do mundo recorrem quando precisam de total eficiência e máxima discrição. A agência é o único recurso quando a polícia não pode fazer mais nada. Enquanto Jack e sua equipe investigam o assassinato de 13 garotas, surgem dois outros casos, bem mais pessoais. Fred, tio de Jack, procura-o pedindo ajuda com um escândalo financeiro que pode destruir a liga profissional de futebol americano. E a esposa do melhor amigo de Jack, Andy Cushman, é encontrada morta. Com a Private, nenhum caso fica sem solução. Os três mistérios parecem insolúveis, mas Jack conta com os melhores investigadores e com o que há de mais avançado em tecnologia – recursos que, muitas vezes, não estão à disposição da polícia. Além disso, a agência não responde a instituições oficiais, portanto, nem sempre precisa jogar de acordo com as regras.



- O quê? Ai, droga. Nunca. Nunca telefonei para você, seu merda. – Nesse momento, ele sucumbiu e começou a chorar. – Os desgraçados mataram meu cachorro.
- Quem? Quem fez isso? Seu cachorro? O cachorro de Ned?
- Os caras da Máfia.
- Tudo bem. Desculpe, Tom – falei. – Vou soltar você agora. Não tente me bater, o.k.?
- Quer que eu agradeça? Espere sentado.
- Quero que venha comigo... e não me crie problemas.
- Tudo bem. Como quiser.
Mas eu ainda o segurava.
- Jura de dedinho? – perguntei, enganchando meu dedo mínimo no dele.
Alguns segundos depois ele apertou o meu dedo e respondeu:
- Juro de dedinho.
Capítulo 34


Private é uma antiga e muito poderosa agência de investigação. Depois de seu pai deixar a agência para ele, Jack Morgan assumiu a Private, reerguendo-a, já que há muito estava abandonada. Ao redor de mundo existem vários escritórios da agência, só que Jack está a frente da empresa de Los Angeles. Além dele, sua equipe é recheada de ótimos profissionais, como a psiquiatra Justine Smith e o gênio de laboratório Dr, Sci.

E é esta equipe que se empenhará em três casos. Um deles envolve o assassinato de jovens colegiais em intervalos irregulares. Justine está completamente dedicada a este caso, e quer pegar este criminoso a todo custo. Os outros dois casos, envolvem uma possível manipulação nos resultados dos jogos da liga profissional de futebol americano e o assassinato misterioso da esposa do melhor amigo de Jack.

Quando soube que este livro estava chegando pela Editora Arqueiro, eu simplesmente surtei, e mesmo com mais de um mês para o lançamento, enviei um e-mail solicitando. Quem me conhece, sabe que livros sobre investigação me deixa completamente enlouquecido.

O livro tem uma capa maravilhosa. O primeiro ponto positivo é que não mostra o rosto da pessoa na capa, e todos os detalhes, mesmo simples, são encantadores. Uma expectativa era quanto à narrativa do James, cujo autor ainda não havia lido nenhum livro. E me surpreendi com a qualidade e com o poder que sua narrativa exerceu sobre mim. No livro, fora o tema principal, encontramos pitadas de romances, conflitos familiares e doses simplesmente espetaculares de humor.

Impossível não se apegar a algum personagem. Minha vontade foi de conhecer todos bem a fundo. São personagens inteligentes e que surpreendem no modo de agir, principalmente Justine, que é o que eu chamo de uma mulher simplesmente Diva, e sabe lidar perfeitamente com situações conflituosas. Jack também é impressionante. Sabe quebrar as regras sem demonstrar nitidamente que está fazendo isso.

Com isso, a estória simplesmente flui e prende. Há muito tempo não lia um livro sobre investigação tão leve e envolvente. Deu pra perceber o quanto gostei da escrita do autor não é?





Livro: Private – Agência Internacional de Investigações
Autor: James Patterson e Maxine Paetro
Editora: Arqueiro

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.