Divulgando #12 - Mentalmorfose

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Oi pessoal. Hoje venho divulgar o livro de um dos parceiros aqui no blog. A obra foi lançada recentemente por um selo da Editora Multifoco.

 Sinopse 

Protestos anárquicos, palavras sublimes de amor, observações contemplativas e filosóficas, versos duros e lúcidos, epifanias surreais – eis a matéria prima em essência ambígua que compõe essa obra, extraída da mente do jovem poeta Elton Silva de Lima.
A cada estrofe lida, sejam acompanhadas da melodia vibrante das rimas vigorosas, ou da aleatoriedade dos versos brancos, acompanhamos a (des)construção e transformação mental do eu - lírico – que é o processo de mutação evolutiva e regressão inerente a todo e qualquer ser humano.
Ora libertos do casulo, ora ainda dentro dele, planando nas páginas de Mentalmorfose executamos o voo que só se faz possível através das asas da poesia.

 Sobre a obra 


Mentalmorfose é uma coletânea poética que anseia por versar com as mais diversas manifestações literárias pertinentes à poesia, seja no contexto da forma ou conteúdo. Consolida-se desse modo, uma obra cujo resultado final é uma amálgama estonteante de lirismo e reflexões – que passeiam desde reminiscências do passado, doces solfejos até observações mais árduas da realidade e críticas sociais.
Com cerca de cinquenta poesias, dentre elas, algumas premiadas - como se pode observar em “Ofício”, “Aprendiz de Escritor” (publicadas no Jornal do Instituto Federal de Alagoas) e ainda “A Língua tá Viva”, (premiada pela Academia Palmeirense de Letras, Ciência e Artes) é possível conhecer a visão de mundo de Elton Silva de Lima (ou apenas, Elton SDL).
De forma mais ampla, parte da obra ganhou um sarau homônimo inédito com fusão de literatura e recursos teatrais, por parte do Instituto Federal de Alagoas, resultando em um evento artístico de relevância significante.

 Informações 

- No site do autor, você pode ler três poemas do livro;
- Você pode adquirir a obra através do site do autor;


Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.