Eu Li - O Reverso da Moeda

quinta-feira, 17 de novembro de 2011
Sinopse: Três gerações e um desejo. Sonhos realizados com o poder da palavra. Pedidos impensados. Um brinquedo trazido ao mundo real. A inocência de um pequeno galeão engarrafado escondendo os seus mistérios. Piratas de madeira experimentando o gosto da vida pela primeira vez, e a tornando amarga para centenas de pessoas. Na mente um só objetivo: apoderar-se de dois valiosos tesouros. Para isso, não mediram esforços e foram capazes de mentir, roubar, trair... e até mesmo matar. Eles só não sabiam que esse era o limite do intolerável para uma velha bruxa, que com seus poderes mágicos lhes tirou a vida, tornando-os novamente brinquedos, apenas, brinquedos.


- Não vai falar nada, minha filha? – Jonas tentava um diálogo com ela, mas sem sucesso.
- Tudo bem! – Jonas percebeu que continuaria a falar sozinho. – Eu vou acender o fogo para esquentar uma sopa para a tripulação. Se você quiser ficar parada ai, eu te dou um pouco.  Posso lhe garantir que minha sopa é excelente – comentou Jonas em frente de um daqueles caldeirões de bruxa. Também, para aquela tripulação, somente cozinhando em uma grande panela, principalmente agora que Sara e Jeremias já não estavam mais ali ara ajuda-lo.
Bum! Era o barulho de bolas de canhões que estavam sendo lançadas contra os pescadores. A guerra começara.
- Canhões? – perguntou Jonas, assustado.
- Não sabia da guerra? – Madelene perguntou.
- Eu não sabia que você tinha língua – Jonas debochou.
- Você é muito engraçadinho.
Capitulo 16, Capitão George e o tesouro; página 217.

     Estela está tendo que mudar para a cidade de Coroinha com o seu filho Iago. Tudo por causa da asma de seu filho. Não que ela quisesse voltar à cidade onde sofreu muito pela traição do marido. Eles vão morar com Antoninho, avô paterno do garoto. Na chegada dos dois a pequena cidade, somos apresentador ainda a Dona Joana, empregada de seu avô e mais afrente a Betina e Teófilo, vizinho de Antoninho.

     Dona Joana leva Iago para a feira e lá ele conhece Miguel o pescador, que lhe dá de presente um pingente em forma de leme. Os dias assam e o garoto faz amizade com Betina. Só que a tranquilidade de Iago é deixada para trás quando o garoto descobre, ouvindo uma conversa de sua mãe e seu avô, que seu pai, roubou todo o tesouro do povo de Coroinha, além de ter uma amante. Ali, o garoto também escuta que a bruxa que vivia em uma olha perto dali, disse ao velho que apenas um navio que estava guardado dentro de uma garrafa, poderia trazer a verdade sobre a morte do pai do garoto.

     Iago então tira o navio de brinquedo de dentro da garrafa e o coloca novamente no mar, onde um grande navio de verdade toma forma. Os piratas estavam de volta, e agora para valer. Muita descoberta, aventura e lutas aguardam os personagens desta história que dá uma reviravolta, onde nos faz acreditar que muitas vezes o que parece, pode não ser a verdade.

     Eu estava ansioso e com certa expectativa para este livro. Como ainda não havia lido nada sobre piratas, achei que poderia me surpreender. Começando, vou falar da capa que eu achei bonita, a diagramação que é simples e infelizmente, eu encontrei alguns erros ortográficos, como repetição de palavras. A narrativa não me prendeu de início. Estava tudo muito superficial, até então nada havia me chamado atenção. Demorou, mais depois da página 120 consegui sentir uma certa mudança, as coisas começaram a andar, já começava torcer pelos personagens, porém isso não demorou muito, tudo esfriou poucas paginas depois.

     Acho que o que mais me deixou com essa sensação de desagrado foram as ultimas paginas, onde o vai e vai para dentro do galeão, que era o navio, se tornou constante. Parecia bem forçado as cenas ali, era um prende e solta terrível de personagens. Pela segunda vez lendo um livro, não consegui me identificar com nenhum personagem, e achar um quote para a resenha estava difícil.

     Não vou negar que algumas coisas ficaram legais, como algumas cenas, alguns personagens. Até cheguei a sorrir muito em algumas cenas, como a do quote acima. Achei legal também a ideia de colocar personagens mitológicos na história, como bruxas, fadas, e urso falante. Os piratas, devo confessas que em algumas passagens ate me causaram um pouco de medo.

     Mesmo assim, não posso dar mais que duas estrelas para o livro. Infelizmente demorei pra lê-lo por falta de estímulo na história, e olha que não é muito grosso. E infelizmente, ao meu ver, os pontos positivos do livro, não alcançaram uma nota maior.


Livro: O Reverso da Moeda
Autor: Giovanna Fernandes
Editora: Novo Século

2 comentários

  1. Oi Kold! :)

    Ah, que pena que não curtiu a leitura! Realmente, um livro sobre piratas é de se imaginar que seja repleto de aventura, emoção, tensão, fuga... Uh! Isso e muito mais!
    Pena mesmo, Koldito! :( é ruim quando não nos encantamos com nenhum personagem, né? Parece que estamos lendo o livro "em vão" já que não temos aquela emoção de saber o que vai acontecer com o personagem.

    Super beijo!
    E boas leituras pra você!
    Tomara que o próximo seja 5 estrelinhas! *__*

    Amanda,
    ^_^

    ResponderExcluir
  2. Oi Kold (:
    Confesso que essa capa nunca me chamou atenção.
    Mas a estória em si parece legal.
    Mas vejo que n foi bem o que vc achou D:
    Fiquei imaginando aqui o "prende e solta de personagens" SAIUIUSUAISIUAIUSIUAIU assim não a estória que aguente.
    O livro é mt grande? É quando não gostamos a estória se arrasta e fica difícil continuar a leitura ):
    que pena que n foi um bom livro. Ver só 2 estrelas ali é BAD!
    bjs!

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.