Eu Li - A Lenda de Högni: O Cinturão de Adhara

quinta-feira, 27 de outubro de 2011
Quando uma nação de deuses é colocada em risco de guerra contra uma titânide poderosa esquecida, aprisionada num cinturão, Högni é marcado pelo destino como o único capaz de proteger o artefato e salvá-lo do problema. Entretanto, a peça acaba inesperadamente sendo usada e Adhara se liberta com intenções de tomar posse daquela dimensão. A antes fria união e sólida confiança entre as divindades se abalam e alguns optam por apoiar a causa inimiga. Agora, cabe ao garoto lutar contra sua oponente, mais forte, e proteger os deuses que o pouparam da morte, cumprindo o que foi profetizado, ou sofrer as graves consequências.


- Sua mãe nunca lhe ensinou que falta de educação perguntar a idade de uma mulher? – ironizou ela. – Nem eu sei. Perdi as contas.
- Mas... mas... como você está viva?
Ela bufou impaciente
- Achei que, a esse ponto, depois de ter renascido, você perceberia que está na terra dos deuses gregos. Deméter,  Hades, Poseidon, Zeus...
- Meu deus. – o garoto estava prestes a cair sentado.
- Qual deles? – riu-se ela.
Capítulo 5, páginas 51 e 52



Henri é um garoto simples que mora com sua mãe, e é melhor amigo de Beatriz. Porém, o ele não sabe quem é o seu pai, e sua mãe não gosta nem ao menos de tocar no assunto. Em um dos fins de semana na fazendo do pai de Beatriz, logo depois de se declarar para a amiga, que o garoto acaba morrendo pelas mãos do pai. Logo depois sua alma é tirada do rio dos mortos, o Aqueronte e então o garoto volta à forma humana. A deusa Héstia, explica ao garoto que não deixou sua alma seguir para o Tártaro a pedido das Moiras, que disseram que ele tem uma grande missão a cumprir.

     Os dois então seguem para a ilha de Héstia e de Hefesto, onde começa o seu treinamento para uma batalha que será travada com Adhara, uma titã que está presa em um cinturão, mais ao que parece retornará para se vingar de seu pai Cronos que a prendeu lá, e irá derrubar Zeus do poder. Henri troca de nome para Högni, e a partir de então começa a conhecer os outros deuses gregos, e todas as regras dessa nova dimensão que ele se encontra. Porém em uma visita a terra ele traz Beatriz que mais tarde será possuída por Adhara e iniciará a guerra da profecia das moiras.

     No decorrer de tudo isso, Högni descobre seu parentesco com Poseidon que é seu avô, descobre a identidade de seu pai, e principalmente que sua amada também é uma semideusa.
     
     Nem sei por onde começar. A capa do livro é simplesmente linda, a narrativa é super envolvente, e os personagens muito bem construídos. Sei que comparações irão surgir de inicio com uma serie famosa, porém estarão totalmente enganados. O autor soube com maestria escrever esta história trazendo fatos que eu não conhecia sobre a mitologia e me fazendo vsuspirar e querer devorar cada página. Eu me pegava dizendo que só iria ler mais um capitulo e acabava lendo vários e vários. Uma das coisas que eu mais gostei foi o tom de humor dado aos personagens, estava cansado de sempre ver os deuses sérios e impiedosos, e foi muito bom vê-los nesta nova perspectiva. 

     Outro ponto positivo e que fazia um bom tempo que eu não via em livros é que Henri/Högni teve de treinar para ter habilidades de luta e de poderes, mesmo sendo o escolhido ele não apareceu do nada sabendo como lutar com uma espada, chegando a derrotar alguém trainado há muito mais tempo que ele. Demorou pra ele conseguir isso. Sim, isso foi uma indireta. Os outros personagens também são apaixonantes, não consegui escolher um em especial.

     O Final do livro é ainda mais surpreendente, te deixa totalmente curioso e gritando para ter logo o próximo volume. Tenho certeza quem em filme a história ficaria muito boa. Foi com essa narrativa leve, misterioso, bem humorada e cheia de reviravoltas, e vocês vão concordar quando ler, que o Donadon me conquistou, fazendo o livro entrar na minha lista de favoritos. A nota não poderia ser outra, e eu daria mais se as legendas permitissem: Ótimo.


Livro: A Lenda de Högni - O Cinturão de Adhara
Autor: W. Donadon
Editora: Novo Século

2 comentários

  1. Eu estou lendo esse livro! E É PERFEITO! PARABENS ♥ to na dedicatória u.u

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!!! Morri de vontade de ler esse livro! Adoro mitologia grega e sua resenha me deu ainda mais vontade de ler. Ò.ó

    Tudo de bom, Koldney. /o/
    Abraço,
    Luan.

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.