Entrevista com Marcelo dos Santos

quinta-feira, 23 de junho de 2011
Esta semana nós entrevistamos o autor Marcelo dos Santos, que recentemente lançou seu livro O Sopro da Noite pela Editora Multifoco



   Quando e porque você decidiu ser escritor?

Em meados de 2005, foi quando comecei a escrever poemas, e, a partir de ideias, foram surgindo os contos e consequentemente os romances. Decidi escrever sentindo a necessidade de colocar no papel aquilo que de alguma forma não conseguia expressar de outra maneira.



   Qual o melhor livro que já leu e porque?

A Sombra do Vento, do escritor espanhol Carlos Ruiza Zafon. É uma das únicas histórias que consegue misturar amor, ódio, medo, alegria e mais uma série de sentimentos. Tenho grande inspiração nesse livro, tanto para a vida quanto para o que eu escrevo.



   Bom, Você disse que primeiro veio os poemas, depois os contos e depois os romances. Então sua paixão são os romances?

Em suma, digo que sim. Só assim consegui metralhar todos os sentimentos e cenas que imagino, tornando assim uma história grande, ou seja, um romance.



   E como é o seu processo criativo?

A primeira ideia é ter em mente um tema central. Drama, terror, suspense... isso é o que vai delinear a história. Feito isso se começa o esboço da história, com os capítulos e definição de época e ambientação. Depois, vem os capítulos e por fim os personagens. Feito isso, e com tudo na cabeça e em anotações, é só escrever.



   Quais as dificuldades que você teve ao escrever seu livro?

Dificuldades existem aos montes, mas te digo que a principal foi a escolha dos personagens. Eu geralmente sempre tenho a história na mente, sempre tenho o inicio o meio e o fim, então o problema nunca é escrever é o que antecede a isso.

  

   E como você resolveu essa dificuldade?

Busco inspirações em outras obras, outros nomes, outros personagens. Pesquiso e penso no enquadramento a personalidade dele. Quando vi - ou vejo - que se encaixou, pimba! É hora de começar o baile



   E você tem algum personagem favorito entre os que você criou para o livro?

O principal: Matias!



  Por algum motivo em especial?

Dediquei um carinho especial a esse personagem. Tem uma parte dele parecida comigo... paixão e coragem!



   Que escritores te influenciaram?

   Carlos Ruiz Zafón, Edgar Allan Poe, Stephen King, Harlan Coben e Markus Zuzak.



   O seu livro foi lançado pelo selo Clube de Jovens Escritores? Se sim, como foi?

 Sim, foi. Entrei em contato com o amigo Thyago Mota, que desenvolveu a parte burocrática. Depois enviei o livro para a editora que aceitou publicá-lo.



        Pretende continuar a carreira de Escritor? Já tem algum novo projeto em mente? 
  Tenho 4 romances escritos. Esse foi o primeiro a ser lançado. Tenho, então, mais 3 prontos. Não sei o que vai acontecer. Você tem que correr atrás de muitas coisas e o que mais pesa nessa hora, é a questão financeira. Eles estão prontos, guardados, a hora que surgir uma oportunidade, com certeza serão lançados. 




   Quais dicas você gostaria de dar aos novos autores?

Eu teria varias dicas para dar, mas uma, que acho indispensável, é para que quem quer escrever, que escreva! A única maneira de se aprofundar, entender, compreender e aprimorar a escrita é escrevendo, cada vez mais. Somente assim se consegue o que quer e da maneira que se quer.



   Agora diga pros leitores como faz para poder ter um exemplar. 
Basta acessar o site da editora Multifoco e pesquisa pelo meu nome ou pelo nome livro e efetuar a compra. Simples, rápido e indicado!
 

   Marcelo eu quero te agradecer por essa pequena entrevista e dizer que foi um prazer. Infelizmente ainda não tenho seu livro que eu amei a capa. 
Eu que agradeço por lembrar e por acreditar no trabalho




Sigam o autor no seu blog: http://historiaseoutrosmisterios.blogspot.com

1 Comentário

  1. Adorei a entrevista, e a editora multifoco tem ótimos livros.
    abraço,
    tudo por um livro - issotudoporumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.